Prótese mamária - Diogo Coimbra
(21) 2492-4150 (21) 98994-2010

Prótese mamária

Por ser um procedimento com grande grau de satisfação das pacientes, relativamente seguro, associado a um rápido retorno as atividades normais, a inclusão de prótese mamária é uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo.

Suas principais indicações são: hipomastia (seios pequenos), mamas que diminuíram após amamentação ou grande perda de peso, correção de pequenas quedas ou flacidez mamária, e claro, pacientes que desejam ficar mais bonitas e sensuais.

Mulheres com o desenvolvimento mamário completo, geralmente após os 17 anos, estão aptas a submeterem-se à cirurgia.

O ato operatório dura, em média, 1-3 horas e normalmente necessita de 12 a 24 horas de internação hospitalar. Pode ser realizado sob anestesia local com sedação ou geral. O acesso para colocação da prótese, consequentemente a cicatriz, pode ser peri areolar, sub mamário (no sulco abaixo da mama) ou axilar, e a prótese aloja-se atrás da glândula ou atrás do músculo peitoral, dependendo da indicação médica.

Prótese mamáriaPrótese mamária

O pós-operatório necessita de alguns simples cuidados, como utilizar uma malha cirúrgica (um tipo de sutien) e evitar esforços físicos por 30 dias. Atividades profissionais, se não exigirem esforços físicos, podem ser retomadas em 3-5 dias, e os pontos são retirados entre 8-14 dias.

Em caso de gravidez em mulheres que possuem prótese, na grande maioria dos casos, não há interferência com a amamentação, uma vez em que a prótese é posicionada atrás da glândula, e a mama se comporta exatamente como se comportaria se não houvesse prótese, ou seja, há uma hipertrofia (aumento) durante a gravidez e amamentação, seguida de uma diminuição após o término da amamentação.

A prótese mamária é constituída de superfície texturizada ou de poliuretano, que geram uma boa adaptação com os tecidos orgânicos. É preenchida com silicone gel de alta coesividade, que não escorre mesmo em caso de ruptura da superfície, e garante uma consistência parecida com a de uma mama natural. Comprovadamente através de grandes estudos clínicos, não há nenhuma relação da prótese de silicone com doenças como câncer, doenças reumáticas entre outras.